Formatando nova categoria de planadores rebocados

Nos aeromodelos de vôo livre reside a verdadeira ciência do aeromodelismo: a arte de construir, preparar e trimar um modelo para voar sozinho, sem interferência humana. Elétricos, à elástico ou catapultados, este é o lugar!

Moderador: Alvaro Sala

Avatar do usuário
Eduardo Yamin
membro
Mensagens: 6281
Registrado em: 25 Dez 2003 10:30
Localização: Capital Federal, Buenos Aires, Argentina

Formatando nova categoria de planadores rebocados

Mensagempor Eduardo Yamin » 08 Dez 2008 20:25

Já faz algum tempo que temos discutido opções para reboque que sejam um pouco maiores que o Chico e também mais fáceis de rebocar, sem no entanto esquecer que temos sérias limitações de espaço de campo.

Eu e o Beto iniciamos posts parecidos em 2006:
http://www.e-voo.com/forum/viewtopic.php?t=15312&highlight=reboque
http://www.e-voo.com/forum/viewtopic.php?t=16145&highlight=reboque

Conforme prometido, estou disponibilizando duas plantas de planadores de reboque (no meu [url=http://br.geocities.com/eduardo_yamin/plantas.htm]WWW [/url]opção "minhas plantas") com envergadura aproximada de 80cm para iniciar o papo e ver o que resolvemos para agitar os 5 ou 6 voolivristas persistentes de sempre, ou quem sabe com sorte, atrair mais gente nessa.

Minha opiniao é totalmente tendenciosa (pois estou para começar um gafanhoto da AB) e limitaria envergadura com até 85cm. O resto deixaria livre, pois acho que já está na hora de termos uma categoria de projeto livre.

O que acham? vamos debater "no" assunto?

Avatar do usuário
Alexandre Cruz
membro
Mensagens: 1072
Registrado em: 03 Jan 2004 21:55
Localização: S. Carlos 13564-002

Mensagempor Alexandre Cruz » 08 Dez 2008 20:35

Que tal 1m? Parece um número legal e não gera modelos muito pesados nem difíceis de construir. Com 1m já estariamos no A3 em tamanho mas não em peso, que concordo pode ser deixado menor por medida de segurança (talvez fixar peso máximo?).

Avatar do usuário
Eduardo Yamin
membro
Mensagens: 6281
Registrado em: 25 Dez 2003 10:30
Localização: Capital Federal, Buenos Aires, Argentina

Mensagempor Eduardo Yamin » 08 Dez 2008 20:42

[quote:04fff1a485="Alexandre Cruz"]Que tal 1m? Parece um número legal e não gera modelos muito pesados nem difíceis de construir. Com 1m já estariamos no A3 em tamanho mas não em peso, que concordo pode ser deixado menor por medida de segurança (talvez fixar peso máximo?).[/quote:04fff1a485]

De 1m tem esses daqui que eu já tinha achado, mas são GV: http://www.e-aeromodelismo.com.ar/concurso/planos.htm

Avatar do usuário
Ricardão
membro
Mensagens: 1065
Registrado em: 18 Mai 2007 08:17
Localização: São Paulo - SP

Mensagempor Ricardão » 09 Dez 2008 07:36

O que você acham de:
- área alar máxima: 90 dm² (projetada)
- peso mínimo: 75 g
- OBRIGATÓRIO DT! :D
- todo o resto livre, inclusive materiais e formas construtivas ...

Avatar do usuário
Alexandre Cruz
membro
Mensagens: 1072
Registrado em: 03 Jan 2004 21:55
Localização: S. Carlos 13564-002

Mensagempor Alexandre Cruz » 09 Dez 2008 11:27

9dm2, certo Ricardão? Isso sem a área do profundor ou com tudo?
Gostei desta idéia, vamos fazer? Já até desenhei um modelinho. A idéia era construir um modelo tão rápido e barato que eu não me preocupasse em perder mas está com 12 dm2 de área e não ficou tão barato assim, chuto uns R$ 25,00 de material...

P.S. Consegui arrumar o parafuso do F1A e programar o bunt agora é só fazer outro cabo e tentar rebocar de novo.

Avatar do usuário
Eduardo Yamin
membro
Mensagens: 6281
Registrado em: 25 Dez 2003 10:30
Localização: Capital Federal, Buenos Aires, Argentina

Mensagempor Eduardo Yamin » 09 Dez 2008 12:31

Gostaria de permitir leme automático (desengata e começa a virar conforme esquema da planta do Nordic 1/2 que eu disponibilizei) pois esse recurso é bem simples.

Omar, Beto e Sr. Sala não vão falar nada?

Seria a categoria no-venta cm2, ou a no-vê dm2 hehehe

Avatar do usuário
Alexandre Cruz
membro
Mensagens: 1072
Registrado em: 03 Jan 2004 21:55
Localização: S. Carlos 13564-002

Mensagempor Alexandre Cruz » 09 Dez 2008 13:22

Edu, com as regras que o Ricardão postou não existe restrição quanto ao gancho ou ao reboque...contudo o comprimento do cabo deve ser fixo, 30m?
Vamos mandar pau, em caráter experimental, como está, se os modelos ficarem fora do que pretendíamos mudamos a regra.
Omar, Álvaro e Beto e mesmo quem não voa VL precisamos da opinião de vocês, competir com 3 não tem muita graça.

Avatar do usuário
Ricardão
membro
Mensagens: 1065
Registrado em: 18 Mai 2007 08:17
Localização: São Paulo - SP

Mensagempor Ricardão » 09 Dez 2008 13:24

9 dm² ou 90 x 10**-1 dm², senão fica muito grande... categoria NO-VÊ. É só a asa, para o estabilizador o máximo que se pode fazer é limitar a área a 40-50% da asa, mas eu até que gostaria de ver um planador tandem voando...

O resto, inclusive o leme automático ou qualquer outra melhoria tecnológica fica permitido.

Avatar do usuário
Ricardão
membro
Mensagens: 1065
Registrado em: 18 Mai 2007 08:17
Localização: São Paulo - SP

Mensagempor Ricardão » 09 Dez 2008 13:26

[quote:fff4a626d0="Alexandre Cruz"]P.S. Consegui arrumar o parafuso do F1A e programar o bunt agora é só fazer outro cabo e tentar rebocar de novo.[/quote:fff4a626d0]
Sobrou duas chaves de fenda alienígenas na minha caixa de campo...

Pode ficar assim:
área alar máxima 13,5 dm² (soma das projeções da asa e do estabilizador)
peso mínimo: 75 g
demais características em aberto: configuração, dispositivos, material, entelagem, etc.
3 lançamentos por cabo de 30 m
2 minutos tempo máximo de vôo

Avatar do usuário
Eduardo Yamin
membro
Mensagens: 6281
Registrado em: 25 Dez 2003 10:30
Localização: Capital Federal, Buenos Aires, Argentina

Mensagempor Eduardo Yamin » 09 Dez 2008 14:35

As chaves tem um shrink azul? se sim são minhas.

Por mim pode incluir a categoria NOVE no calendário 200[size=18:8d4965cfe7][color=red:8d4965cfe7]9[/color:8d4965cfe7][/size:8d4965cfe7]..rs
Anexos
nove.gif
:)
nove.gif (1.35 KiB) Exibido 9059 vezes

Avatar do usuário
Alexandre Cruz
membro
Mensagens: 1072
Registrado em: 03 Jan 2004 21:55
Localização: S. Carlos 13564-002

Mensagempor Alexandre Cruz » 09 Dez 2008 15:14

Gostei mas vamos deixar a área máxima como a soma 13.5dm^2... pode ser? Assim como são os modelo FAI outdoor... acho mais justo e possibilita projetos diferentes como tandem ou profundores minúsculos...

Avatar do usuário
Ricardão
membro
Mensagens: 1065
Registrado em: 18 Mai 2007 08:17
Localização: São Paulo - SP

Mensagempor Ricardão » 09 Dez 2008 15:55

Tem uma philips de cabo amarelo e essa de relojoeiro com termocontrátil azul.

Eu concordo com área total de 13.5 dm². A soma dos dígitos continua dando nove, que é um número de sorte para os chineses - fica uma categoria mística...

Desse tamanho dá para fazer muita coisa interessante, vou começar a pensar no meu projeto.

Editei a especificação e coloquei o peso mínimo de 75 g de novo.

Avatar do usuário
betocastrucci
membro
Mensagens: 2758
Registrado em: 02 Jan 2004 18:19
Localização: Vinhedo SP - 50

Mensagempor betocastrucci » 09 Dez 2008 21:57

Ainda não tinha respondido porque não tinha entrado. Viajando desde ontem e só agora com internet.
Um Nordic A1 como o mini cirrus tem 18dm2 de area total máxima (soma da asa e estab) e peso mínimo de 220g. Nao está meio exagerado 13.5 dm2 com peso de 75g? Nesta carga alar, pode chamar a categoria de VaiPerde.

Avatar do usuário
fhkawasaki
membro
Mensagens: 1691
Registrado em: 27 Nov 2007 15:18
Localização: São Paulo

Mensagempor fhkawasaki » 09 Dez 2008 22:18

Eita...a linguagem desse topico ficou complexa agora hueheuehuehue

mas na hora da montagem de um...estou dentro!!! rsrsrs

Avatar do usuário
Alexandre Cruz
membro
Mensagens: 1072
Registrado em: 03 Jan 2004 21:55
Localização: S. Carlos 13564-002

Mensagempor Alexandre Cruz » 09 Dez 2008 23:11

Concordo que a carga alar é baixa e talvez seja até difícil fazer modelos neste peso e deste tamanho mas acho uma boa ainda mais para que voa em condiçòes e lugares muito longe dos ideais....

Avatar do usuário
Alvaro Sala
Equipe E-voo.com
Mensagens: 4462
Registrado em: 06 Jul 2006 21:35
Localização: São Paulo - SP
Contato:

Mensagempor Alvaro Sala » 10 Dez 2008 00:21

Lá vou eu:
Gosto da idéia de partir para algo que se pareça com modalidades praticadas por aí tipo FAI ou AMA ou algo argentino.
Não gosto de régras complexas porque atrapalham os principiantes que são os entusiastas que eu gostaria de atrair para o vôo livre.
[quote:04fb61e003="fhkawasaki"]...a linguagem desse topico ficou complexa agora...[/quote:04fb61e003]

As 3 provas de Chico que promovemos deram ibope por uma única razão, a regra é muito simples: [b:04fb61e003]"Para participar basta comperecer com um planador Chico".[/b:04fb61e003]
Na verdade tem uma segunda razão que é um componente sentimental, afinal, qual aeromodelista nunca tinha construido um Chico?

Eu gostei mais da idéia do Ricardão de limitar a área de asa e peso do que a do Alexandre de somar a área de estabilizador.
Mas agora pensando bem minha regra seria:
Envergadura máxima 83 Cm (Gafanhoto) e o resto livre.
Não vejo problema se alguém mais experiente desenhar um modelo de alta performance e tiver que competir com um principiante com um Gafanhoto.


[quote:04fb61e003="Alexandre Cruz"]...Com 1m já estariamos no A3 em tamanho mas não em peso, que concordo pode ser deixado menor por [b:04fb61e003]medida de segurança (talvez fixar peso máximo?)[/b:04fb61e003].[/quote:04fb61e003]

Eu concordo também com a fixação de peso máximo (deixando o mínimo livre) por motivos de segurança.
Voo livre, a verdadeira ciência do aeromodelismo: a arte de construir, preparar e trimar um modelo para voar sozinho, sem interferência humana.

Avatar do usuário
betocastrucci
membro
Mensagens: 2758
Registrado em: 02 Jan 2004 18:19
Localização: Vinhedo SP - 50

Mensagempor betocastrucci » 10 Dez 2008 08:11

A questão do peso máximo em função da segurança é para caso o modelo caia na cabeça de alguém? :D :D :D :D Um modelo com carga alar maior vai voar mais rápido e sustentar menos tempo em voo, mas não necessariamente vai mais longe, mas vai ser mais sensivel ao funcionamento do d/t.

Avatar do usuário
Eduardo Yamin
membro
Mensagens: 6281
Registrado em: 25 Dez 2003 10:30
Localização: Capital Federal, Buenos Aires, Argentina

Mensagempor Eduardo Yamin » 10 Dez 2008 09:03

Na minha opinião continuo com a categoria NOVE dm² :
- Asa de até 9dm² de área projetada;
- Estab de até 50% ou 4,5dm² de área;

o resto conforme o que o Ricardão sugeriu:
[quote:2b687bb515]3 lançamentos por cabo de 30 m
2 minutos tempo máximo de vôo[/quote:2b687bb515]

nada mais.

Bom, acho que o veredito final é o Omar que vai dar :wink:

já to matutando um (outro) modelo aqui....

Avatar do usuário
Omar Grassetti
membro
Mensagens: 1994
Registrado em: 06 Mai 2004 10:58
Localização: sp

Mensagempor Omar Grassetti » 10 Dez 2008 09:50

Sobrou pra mim:)

A minha maior preocupação é quanto a segurança. Creio que o melhor local para uma prova de vôo livre ainda é o Villa. Pelo menos perto de São Paulo, que concentra a maior parte dos prováveis participantes.
O Villa é frequentado por crianças nos finais de semana e isso, na minha opinião, é o fator mais importante a ser considerado no estabelecimento de uma categoria nova de planadores.
Se não fosse isso, eu ficaria com a regra já existente da categoria A1, sem me preocupar em estabelecer nada novo. A criação de uma categoria nova é algo meio complicado de se fazer de primeira. Para se chegar numa nova categoria, antes seria necessário fazer alguns testes preliminares com vários modelos para, aí sim, se estabelecer regras comprovadas e menos especulativas.
Quem se abilitaria a fazer tais modelos?

Por outro lado, prnsando nos novatos, me agrada muito a idéia de se estabelecer um limite (não exatamente regras de uma categoria) a partir de kits já existentes da Aerobrás, sempre considerando o fator segurança.

O fator vaiperdê é irrelevante, pois, se der térmica, o bicho se manda em qualquer campo, independentemente do tamanho.

Avatar do usuário
Alvaro Sala
Equipe E-voo.com
Mensagens: 4462
Registrado em: 06 Jul 2006 21:35
Localização: São Paulo - SP
Contato:

Mensagempor Alvaro Sala » 13 Dez 2008 00:02

Para testar esta modalidade estou recauchutando o velho [b:65e0ca272b]Brisa[/b:65e0ca272b].
Asa com 10.56 Dm e estabilizador com 2.72 Dm. Total 13.28 Dm.
Com 88 Cm de envergadura e pesando 72g do jeito que aparece na foto.
Anexos
F_Brisa.jpg
F_Brisa.jpg (37.95 KiB) Exibido 8919 vezes
Voo livre, a verdadeira ciência do aeromodelismo: a arte de construir, preparar e trimar um modelo para voar sozinho, sem interferência humana.

Avatar do usuário
Alvaro Sala
Equipe E-voo.com
Mensagens: 4462
Registrado em: 06 Jul 2006 21:35
Localização: São Paulo - SP
Contato:

Mensagempor Alvaro Sala » 13 Dez 2008 00:13

Acho que vai voar.
Está na quinta versão e até agora só deu pau.
Filme dele tentando voar rebocado por mim e ajudado pelo Barranco no TC.
http://www.youtube.com/watch?v=AR-DL6f_I4Q
Quando falo em segurança, é porque acho que (e o Omar também) esse comportamento seria perigoso num Villa-Lobos com crianças por perto.

Avatar do usuário
Ricardão
membro
Mensagens: 1065
Registrado em: 18 Mai 2007 08:17
Localização: São Paulo - SP

Mensagempor Ricardão » 14 Dez 2008 19:26

Falando de segurança...

Tenho considerado Vôo Livre uma categoria segura, não porque é impossível a ocorrência de acidentes, mas porque os acidentes costumam trazer risco desprezível à integridade física e à vida das pessoas.

Isso tem valido para modelos de até 70 g, que voam a baixa velocidade e em condições normais de lançamento e pouso; pode não valer para modelos mais pesados, mais velozes, nas situações de trimagem ou nas proximidades do lançamento.

Um planador de reboque, mesmo com 60 g, pode machucar uma pessoa em um reboque desastrado, daqueles em que faz uma curva e enterra o nariz no chão. O mesmo vale para um CLG que em vez de fazer a transição caia de nariz na cabeça de alguém ou atinja uma pessoa logo após ter sido catapultado. Para os P-30, modelos pequenos a elástico e lançados à mão, ainda não encontrei uma situação em que o risco fosse relevante.

Acidentes realmente acontecem e nunca são esperados, porém um acidente com pessoas, ocorrido apesar de tomadas as precauções de segurança aplicáveis é uma fatalidade ou eventualmente imperícia; sem tomar precauções de segurança é crime.

Sob o meu ponto de vista, acidentes não devem ocorrer e é responsabilidade nossa tomar medidas que tornem o risco nulo ou o mais próximo disso possível. Não importa que a vítima seja uma criança, um adulto ou um velho, se as condições de prática do esporte estiverem trazendo risco significativo para a integridade física de qualquer ser humano, eu prefiro não participar.

A AMA recomenda 3 regras básicas de segurança aos praticantes de Vôo Livre:

1. Não lançarei meu modelo se estiver a menos de 33 m (100 pés), na direção do vento, de espectadores e de estacionamentos de automóveis.

2. Não voarei meu modelo quando houver qualquer pessoa que não sejam meu ajudante, membros oficiais do local ou da prova e outros aeromodelistas praticando, na área de lançamento.

3. Usarei um dispositivo efetivo para extinguir qualquer pavio existente no modelo, após o pavio ter completado sua função.

Além dessas, cada modalidade tem indicações de segurança específica quando trazem risco a pessoas ou à propriedade. Não é muito difícil de seguir, mesmo no Vila Lobos e creio que a experiência da AMA nesse assunto é grande o suficiente para confiar que seguindo essas regras dá para praticar Vôo Livre com segurança.

Abraços a todos!
Sempre dá para melhorar alguma coisa...

Avatar do usuário
Alvaro Sala
Equipe E-voo.com
Mensagens: 4462
Registrado em: 06 Jul 2006 21:35
Localização: São Paulo - SP
Contato:

Mensagempor Alvaro Sala » 28 Dez 2008 23:46

Testei o Brisa em Carapicuiba. O Ricardão disse que o mdelo estava afundando e parecia que precisava dar uma cabrada. Preferi atrasar o CG e tirei um pouco de chumbo do nariz. Não deu outra, essa manhã no Villa o DT funcionou mas mesmo asim ele resolveu sumir...
Foi uma ótima manhã de vôos e registramos a 4 mãos (o Kawazaki e eu).

http://www.youtube.com/watch?v=yxg0dOR6R_w&feature=channel_page

De qualquer maneira ficou demonstrado que um planador de reboque desse porte é uma ótima idéia.

Avatar do usuário
Ricardão
membro
Mensagens: 1065
Registrado em: 18 Mai 2007 08:17
Localização: São Paulo - SP

Mensagempor Ricardão » 29 Dez 2008 08:53

Álvaro Sala - Campeão do Vai Perdê no Vila Lobos de 2008!

Foram: 1 Tuim,
1 Jaburú,
1 Chico,
1 Brisa.

Esqueci de algum?
Sempre dá para melhorar alguma coisa...

Avatar do usuário
Eduardo Yamin
membro
Mensagens: 6281
Registrado em: 25 Dez 2003 10:30
Localização: Capital Federal, Buenos Aires, Argentina

Mensagempor Eduardo Yamin » 11 Jan 2009 11:14

Abri a planta do Gafanhoto:

Ele com as asas abertas:
[img:07b170b713]http://lh3.ggpht.com/euatila/R_bv8lxufOI/AAAAAAAAAQw/EpE_f9MzJnQ/origami_gafanhoto%5B7%5D.jpg[/img:07b170b713]

Asa: Painel central 420 x 100 + paineis ponta 2 x 210 x 100 (raiz) x 75 (ponta) = 78.75dm²
Estab: 300 x 72 = 21.6dm²
Total: 10.03 dm²

Vou começar a fazer.....


Voltar para “Vôo Livre”

Quem está online

Usuários navegando neste fórum: Nenhum usuário registrado e 0 visitante